A proposta do vereador é abrir espaço para exposições e apresentações referentes à capoeira, um projeto inédito na capital paulistana

O Projeto de Lei 613/2016 do vereador Ricardo Nunes tem como proposta criar um espaço especial na cidade de São Paulo: “A Casa da Capoeira” promete ser um acervo composto dos mais diversos materiais relativos à produção de peças, modelos, pesquisa, criação e produção de objetos voltados à modalidade no Brasil.

O ambiente concentrará conhecimento a respeito do esporte, além de divulgar e preservar heranças culturais. Assim o local permanecerá movimentado e acessível ao público. A ideia do projeto do vereador Ricardo Nunes é manter a casa aberta a visitas com a possibilidade de organização de eventos em conjunto com instituições públicas ou privadas e demais entidades da sociedade.

“A capoeira além de proporcionar a atividade física, gera uma interação, solidifica amizades e faz o bom cidadão”, conta o vereador Ricardo Nunes. A prática da capoeira tem formado bravos guerreiros e grandes adeptos não só no aqui no Brasil, como em outros lugares do mundo.

Sobre a prática

A história da capoeira teve início no século XVI, quando o Brasil era colônia de Portugal. Os escravos africanos ao chegarem às terras brasileiras para trabalhar nas fazendas de açúcar, perceberam a necessidade de desenvolver formas de proteção contra a violência e repressão dos colonizadores brasileiros. Pois tratavam os escravos de forma violenta e com castigos.

A prática da capoeira ocorria em terreiros próximos às senzalas e tinha como funções principais à manutenção da cultura, o alívio do estresse do trabalho e a manutenção de sua saúde física.

Até o ano de 1930, a prática da capoeira ficou proibida no Brasil, pois era vista como uma prática violenta e subversiva. “Diante de uma história de resistência, luta e do importante reconhecimento que a modalidade alcançou é uma vitória a existência Casa da Capoeira”, afirma Ricardo Nunes.

Em 26 de novembro de 2014, a UNESCO (Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura), declarou a roda de capoeira um patrimônio imaterial da humanidade. De acordo com a organização a capoeira representa a luta e resistência dos negros brasileiros contra a escravidão. Importante marco para a cultura brasileira.

A escolha da região para instalação do local ficará a critério do Poder Público Municipal e a lei aguarda sanção do prefeito.

 

Veja algumas fotos do vereador apoiando a prática

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>